Este projeto faz parte da investigação realizada por Cassio Cabral Santos, M.Sc., com a orientação da Prof.ª Doutora Neuza Sofia Guerreiro Pedro e do Prof.º Doutor João Augusto Mattar Neto como parte integrante do projeto para a obtenção de grau de Doutor em Educação na área de especialização TIC em Educação no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.


Tem como um dos objetivos identificar o estado atual do nível de proficiência nas competências digitais nos docentes do ensino superior, para tanto foi desenvolvido este sistema de autoavaliação, permitindo ao usuário aferir o nível da competência digital, recebendo o respondente ao final por e-mail um relatório detalhado.


A identificação das lacunas e o nível de proficiência em competência digital é extremamente importante, na medida que tal conhecimento contribui para ações de formações mais assertivas neste domínio, fato extremamente relevante para Portugal devido a atual meta de expansão do Ensino Superior à distância, de acordo o decretoLei 133/2019  formar pelo menos 50 mil adultos até 2030 nesta modalidade.


Este sistema de autoavaliação utilizado nesta investigação, recebeu o selo “uma ação Portugal INCoDe.2030", insígnia atribuída pela Iniciativa Nacional Competências Digitais - INCoDe.2030 que identifica, reconhece e distingui ações de capacitação e promoção para as competências digitais. Fomos convidados a participar na 3ª Conferência do Fórum Permanente para as Competências Digitais como expositores a fim de difundir o sistema a comunidade.


Todo processo de recolha e análise de dados é desenvolvido com a total garantia dos preceitos legais com parecer favorável da Comissão de Ética do Instituto de Educação, Carta Ética do Instituto de Educação – ULisboa  e o Regulamento Geral de Proteção de Dados – RGPD, zelando pela confidencialidade,  privacidade e anonimato.


Para participar desta investigação é necessário estar de acordo com a política de privacidade e o termo de consentimento livre e esclarecido o qual indicamos a todos os participantes a leitura.


Esta investigação encontra-se a ser financiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (Bolsa c/ Referência PD/BD/150422/2019).